top of page

Fraturas de Salter-Harris em cães e gatos: Como classificar?



Dando continuidade ao conteúdo sobre classificação de fraturas, o tema de hoje são as fraturas de Salter Harris.


Definição


As fraturas de Salter Harris, são fraturas fisárias, ou seja, fraturas do disco epifisário (placa de crescimento ósseo), portanto, são encontradas apenas em filhotes e acontecem após um trauma (queda, pisão, ou atropelamento).


A fratura de Salter Tipo l, ocorre ao longo da própria fise, já as fraturas de Salter do Tipo ll, ocorrem ao longo da fise e em uma porção da metáfise (sendo a mais comum de ocorrer).


Em casos onde há fraturas do tipo lll, há separação na fise e em epífise.


No tipo IV, há fraturas em fise, metáfise e epífise.


E por fim, a Salter do Tipo V, são lesões compressivas da fise não visíveis em radiografias, e que se tornam evidentes várias semanas depois quando a função da fise para.


Há ainda uma classificação de Salter do Tipo VI, onde há o fechamento fisário parcial resultante de lesões a porções da fise, e o fechamento fisário assimétrico.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta pelo whatsapp (11)91152-4321 ou (11)91258-5102.


Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page